Just another WordPress.com site

Boletim AS-PTA

Este boletim é uma publicação semanal da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, entidade que surge na década de 90 com o intuito de prestar assessoria a projetos de tecnologias alternativas no campo.

Para recebê-lo, basta enviar um e-mail para boletim@aspta.org.br

Segue abaixo uma das reportagens do Boletim 502.

Soja louca, doença misteriosa

Uma nova anomalia detectada em lavouras comerciais de soja nas últimas safras tem tirado o sono dos produtores. Pesquisadores ainda não sabem qual é a causa do problema, mas, no campo, as perdas com a queda de produtividade já chegam a 40%. “Estamos evitando falar de uma doença de fato, pois ainda não se conhece a sua causa. É um problema relativamente novo, pelo menos nessas proporções”, diz o pesquisador da Embrapa Soja Maurício Conrado Meyer. Segundo ele, a anomalia já foi observada há mais de dez anos em regiões do Pará, Maranhão, Tocantins e norte de Mato Grosso.

“Era um problema esporádico, em regiões mais quentes, e que agora aparece de maneira mais generalizada.” Já houve, segundo o pesquisador, relatos de sintomas da anomalia no Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás, mas ainda não se sabe se se trata do mesmo problema.

Ciclo incompleto. A anomalia – que está sendo chamada por pesquisadores e produtores de “soja louca 2” – faz com que a planta não produza vagens, o que a impede de concluir seu ciclo. “As hastes ficam deformadas, as folhas escurecem e a planta não produz grãos, fica vegetando e não amadurece”, diz Meyer. “Além de reduzir a produtividade, a anomalia afeta a qualidade dos grãos, porque a planta atacada que consegue produzir vagens dá grãos podres ou mal formados.”

Vários fatores podem ser atribuídos aos sintomas – existe, por enquanto, a suspeita de que o problema esteja associado a um ácaro -, mas nada foi comprovado e também não se sabe qual mecanismo leva ao abortamento de flores e impede que a soja produza. Por causa disso, ainda não existe recomendação de manejo para debelar o problema. O pesquisador da Embrapa informa que a “soja louca” afeta cultivares convencionais e transgênicas.

A origem. O nome de soja louca 2 é referência ao problema da soja louca, que surgiu nas lavouras há muitos anos e que apresentava sintomas semelhantes. “A soja não amadurecia e não acompanhava o ciclo de uma planta sadia. Mas comprovou-se que a causa da soja louca era um percevejo, que hoje está controlado. Os sintomas da soja louca 2 são idênticos aos da soja louca, mas a diferença é que, agora, a planta fica estéril”, diz o gerente técnico da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja), Luiz Nery Ribas. (…)

Extraído de: O Estado de São Paulo, 11/08/2010.

Fonte: AS-PTA

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: